Gengibre é bom para a garganta, é bom para emagrecer , é bom para artrite… Afinal, gengibre é bom para que?

O gengibre é uma planta herbácea com muitos benefícios à saúde milenarmente conhecidos.

O sabor picante acrescenta aos pratos doces e salgados uma nova alma, que surpreende aos melhores gourmets.

Conhecido por fortalecer a imunidade e por seus efeitos anti-inflamatórios, principalmente contra infecções de garganta, o gengibre foi recentemente relacionado ao tratamento de dores musculares. Novos estudos descobriram  que o consumo de gengibre pode aliviar as dores causadas pelos exercícios. Segundo os pesquisadores, a ingestão diária do gengibre não ajuda a aliviar as dores musculares imediatamente após a atividade física, mas sim nos dias posteriores, levando a crer que ele pode atenuar a progressão diária da dor muscular.

O gengibre em sua forma seca possui uma concentração maior de nutrientes, porém o seu gosto fica ainda mais forte. Por isso ele deve ser usado com cuidado nos pratos (chás, pães, saladas, massas e sopas) para não deixá-los com um picante demais. 

Além disso, ele possui uma potente ação antioxidante, combatendo os radicais livres até mesmo prevenindo doenças degenerativas, como o Alzheimer.  No caso do tratamento das cefaléias é utilizado por bloquear as substâncias que provocam inflamações nos vasos sanguíneos do cérebro que podem causar a enxaqueca. Mais um componente do gengibre,  o cineol facilita a digestão e dá fim às náuseas, pois ativa a produção da secreção gástrica.

Ao contrário do que muitos imaginam, o gengibre não é uma raiz, mas sim um rizoma (um tubérculo como a batata) com caules retorcidos. Rico em propriedades medicinais, ele é utilizado há mais de 3 mil anos como remédio para diversos males. 

O gengibre é fonte de vitamina B6, cobre, magnésio e potássio. Por ser antioxidante, aumenta a imunidade, previne o câncer e ainda melhora a qualidade  da pele e do cabelo. 

O gingerol, composto que dá sabor picante ao gengibre, inibe o crescimento de tumores no intestino. Essa planta de origem asiática também é antisséptica. 

Receita antiga

Para resfriados, o chá de gengibre é um ótimo descongestionante  em função do seu efeito antisséptico e anti-inflamatório. Para quem usa a voz para trabalhar, como os professores, é indicado consumir balas e xaropes de gengibre. 

Receita desintoxicante

O gengibre é um alimento termogênico, ou seja, aumenta a temperatura do corpo, mantém o metabolismo acelerado e eleva a queima de gordura. E como é rico em antioxidantes, combate os radicais livres e deixa a pele livre de rugas. Quando ingerido com abacaxi, limão, alho e cebola percebe-se a  potencialização do seu efeito desintoxicante.

Cuidados com o gengibre

O consumo do gengibre tem contraindicação para quem é hipertenso ou tem problemas estomacais, como gastrite e úlcera. 

Escolha sempre um gengibre com a pele lisinha, não deve ser fibroso. Descarte os pedaços enrugados, sem cor e com as pontas mofadas: quando começam a envelhecer, ficam com o gosto mais forte e ardido. Guardar sempre na geladeira, dentro de um saquinho de papel, assim o gengibre permanece fresco por várias semanas.

Como fazer o chá de gengibre?

Aqueça meio litro de água, sem ferver, pois o gengibre perde as propriedades em água muito quente.

Coloque o liquido sobre 2 colheres de sopa de gengibre cru, ralado ou esmagado.

Tampe e deixe em repouso por cerca de 10 minutos. Pode tomar.

Esta simples receitinha pode livrá-lo de muita dor de cabeça…

MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA