fbpx

Você acha que a alimentação fit é só para marombeiros? Revise seus conceitos…

A cada dia novas modas surgem e o termo fit, diminutivo de fitness, ligado a uma vida esportiva e saudável chegou também a alimentação.

Quando se fala em fit, logo vem a mente frango com batata-doce, mas vamos ver que não é bem assim…

É cada vez mais comum vermos pessoas a procura de uma alimentação mais equilibrada, aliando a mudança de hábitos alimentares a prática de atividades físicas. 

Na gastronomia fit, considerada uma nova modalidade gastronômica, mas também entrelaçada aos conceitos da gastronomia saudável, busca-se uma alimentação saudável e adequada ao tipo de atividade física praticado.

Considerando que uma alimentação saudável é simplesmente uma escolha por alimentos saborosos, ingredientes de qualidade e nunca abrindo mão do sabor, é claro que ela combina muito bem com um estilo de vida saudável e desportivo.

Como benefícios de uma alimentação fit adequada podemos destacar:

Menos doenças 

Consumo de alimentos mais saudáveis

Manutenção do peso ideal

Melhora do humor

Melhor equilíbrio hormonal

Melhor disposição

Maior longevidade

Alguns alimentos  podem ser considerados parte de uma alimentação fitness: batata-doce, arroz integral, frango, ovo, verduras, legumes e alimentos com alta concentração de proteínas em geral, como carnes magras.

Como podem ver, são alimentos naturais e sempre, sempre, devemos evitar os industrializados por possuírem muitos aditivos químicos.

O cardápio deve ser equilibrado, com carboidratos, proteínas e alimentos reguladores ricos em fibras, vitaminas e sais minerais.

Assim, se você quer curvas bem delineadas, a escolha por um cardápio equilibrado é essencial para auxiliar no desempenho e recuperação muscular.

Seja qual for o seu esporte preferido, ou se você pratica musculação, pilates, ginástica ou treinamento funcional e está em busca de saúde ou de um corpo tonificado, lembre-se de que a alimentação é de extrema importância para atingir os seus objetivos.

AS CORES DA PRIMAVERA EM SEU PRATO

Com a chegada da primavera temos a oportunidade de presenciar o renascer da cores nos jardins, nas flores e até mesmo no rosto das pessoas que despedem-se do frio do inverno.

Na gastronomia não é diferente, o inverno vai e leva com ele o apetite insaciável de comidas quentes, excessivamente calóricas. Renasce o prazer pelas saladas leves e coloridas que enfeitam a mesa.

E, quando se fala em cor, se fala em vitaminas, em saúde…

Uma garantia de que, durante as compras, você está colocando fitoquímicos no carrinho: observe a cor dos alimentos. A maior parte dos alimentos conhecidos pelos seus efeitos fitoquímicos são responsáveis pelo colorido dos mesmos.  Outro grande cuidado é de se adquirir alimentos in natura, em detrimento dos industrializados e dos suplementos alimentares – em ambos os casos, a ação protetora do fitoquímico pode ser afetada. Cozinhar demasiadamente um alimento também pode prejudicar os efeitos, especialmente no caso das verduras.

A cor laranja nos lembra verão, pele bronzeada e realmente, os alimentos desta cor são riquíssimos em betacaroteno a vitamina que serve de sustentação para a renovação da pele.  Mantém a saúde da pele, dos cabelos e das mucosas, é necessária à visão. Um dos alimentos mais saborosos e nutritivos que encontramos em todo tipo de dieta é a cenoura. Essa raiz cor-de-abóbora, além de ser uma excelente fonte de fibras, é rica em caroteno, um elemento que, durante a digestão, se transforma em vitamina A, muito importante para a vista, pele e mucosas. O caroteno é essencial à síntese de vitamina D, que é responsável pelo nosso desenvolvimento, principalmente ósseo.

A cor vermelho enriquece os alimentos com o tão falado licopeno, eficiente na prevenção de câncer de próstata, cólon, pâncreas e pulmão. O licopeno é um carotenóide extraído do tomate e está sendo considerado o mais potente antioxidante. Está presente em nosso sangue em maiores quantidades. Além disso, estudos realizados com licopeno e dietas ricas em tomate e derivados evidenciaram sua ação contra os radicais livres e sua relação com o risco reduzido de desenvolvimento de doenças degenerativas, como é o caso do câncer. Também a melancia, tem em suas propriedades o licopeno e é considerada um excelente estimulante, tem vitaminas A, C, E e K e todas as do complexo B. Segue na tabela abaixo a dosagem de licopeno presente no tomate.

ALIMENTOConteúdo em mg/100g
Tomate (fresco)0,88 – 4,20
Tomate (cozido)3,70
Tomate (molho)6,20
Tomate (suco)5,00 – 11,20

* A dosagem recomendada de licopeno por dia é de 5 a 10mg.

A cor verde traz a clorofila e o ferro presente nos alimentos com toda a sua intensidade, auxiliando no tratamento e prevenção de anemias. A luteína é um fitoquímico que confere aos vegetais a cor verde. A clorofila, além de conferir a cor verde aos vegetais, estimula a produção de glóbulos vermelhos do sangue e ajuda a proteger contra o câncer. Algas, plantas marinhas e vegetais verdes são as principais fontes de clorofila e ainda oferecem vitaminas A, C, B12, B6, K e ácido fólico. Ainda, as folhas e vegetais verdes facilitam a digestão, desintoxicam e melhoram o funcionamento do intestino, contribuindo para o equilíbrio emocional. O ácido fólico presente nas verduras funciona como antidepressivo natural. O hábito da salada verde no dia-a-dia pode proporcionar uma pele saudável, boa digestão e perda de peso. O principal nutriente dos verdes é o ácido fólico. Ele atua, principalmente na prevenção de anemias e no combate a doenças cardiovasculares.

Os principais nutrientes das verduras, em 1 xícara

AGRIÃO

Calorias: 23

Rico em fibras, que colaboram na digestãoEstimula o apetite e faz bem aos rinsA grande quantidade de iodo contribui para o bom funcionamento da tireóideO ácido fólico reduz os riscos de anemia.

ALFACE

Calorias: 17

Indicada contra a prisão de ventre por causa das fibras e contra a hipertensão, pela grande quantidade de potássioIndicada também para diabéticosO ácido fólico fortalece o coração e os rinsAs folhas mais escuras são as mais nutritivas.

CHICÓRIA

Calorias: 20

Indicada para quem sofre de problemas cardíacos e asma È um  bom digestivoContribui para o bom funcionamento do intestino e para a saúde da peleAtiva o sistema imunológico, reduzindo a incidência de infecçõesA quantidade de potássio elimina os depósitos de gordura e controla a hipertensão.

COUVE

Calorias: 18

Rica em betacaroteno, protege contra doenças degenerativasVitaminas do complexo B e vitamina C regulam a digestão e têm efeitos desintoxicantesO ferro combate à anemia; Fortalece os rins e o coraçãoe ainda,A vitamina A é boa para os olhos, nos casos de cegueira noturna.

ESPINAFRE

Calorias: 23

Fonte de vitamina A e de sais de ferro, é bom para manter saudáveis os glóbulos vermelhosé recomendado por conter rico teor de nutrientes em quantidades equilibradaso potássio ajuda no controle da hipertensão e ainda, o ferro previne a anemia.

RADITE

Calorias: 28

Previne anemias e doenças cardiovasculares; o cálcio colabora na formação óssea dos adolescentes e ainda, as fibras ajudam na digestão e previnem contra a prisão de ventre.

RÚCULA

Calorias: 38

Estimulante do apetite, colabora com o funcionamento dos intestinos; o cálcio fortifica ossos e dentes; é  antioxidante e fortalece o sistema imunológico e também o ferro evita a anemia.

RECEITA DE UM BOM TÔNICO MATINAL…

De manhã, em jejum, bata no liquidificador 1 folha de couve com 1/2 limão em um copo de água e beba. Tem menos de 5 calorias e com certeza fará seu organismo funcionar com um ótimo desempenho durante todo o dia… Ah, e se seguido deste tônico, você acostumar a comer 1 fatia de mamão formosa ou meio mamão papaia, acredite: seu corpo vai agradecer iniciar o dia com as cores da primavera!

A ONDA DAS DIETAS SEM GLÚTEN

Em todo o lugar que você vai a oferta de produtos sem glúten aumenta. Que bom! Muitas pessoas são realmente intolerantes ou alérgicas à proteína do trigo e antes não tinham muitas opções.

Não vejo nada de errado, a não ser quando acaba sendo uma moda e um terrorismo contra o tal glúten. “Retire o glúten e você vai emagrecer”, “retire o glúten e você nunca mais vai inchar”, “retire o glúten, é bom para o tratamento de câncer”. Incríveis as frases que vemos por aí tentando convencer as pessoas a exorcizar o glúten de suas vidas.

Vamos lá: o assunto é polêmico e pessoas juram de pés juntos que deu resultado excluir produtos com trigo de sua alimentação. Na verdade, junto com o pão, pizzas, doces, biscoitos, vem o glúten, e o excesso de carboidrato sim, pode engordar, causar estufamento, enfim. O que vai trazer a você o bem estar e o controle de peso é o equilíbrio entre os alimentos que você ingere e as porções que você decide ingerir.

A doença autoimune causada pela intolerância ou alergia ao glúten é bastante séria, trata-se da doença celíaca, esta sim requer todos os cuidados de exclusão pela vida toda, pois as células de defesa passam a atacar o próprio organismo. Este processo inflamatório contra a proteína do trigo pode comprometer a absorção de macro e micro nutrientes, levando a sintomas como dor de cabeça, diarreia, flatulência, fadiga e perda de peso.

A dúvida então fica, tirar ou não tirar o glúten de sua dieta? 

Do ponto de vista fisiológico não há problema nenhum em retirar o trigo e substituir por farinha de arroz, tapioca, amido de milho, polvilhos e mandioca.  O importante é trocar por alimentos saudáveis como frutas e verduras por lanchinhos ricos em carbos como bolinhos, muffins, panquequinhas sem glúten. O organismo precisa de fibras e de uma dieta diária equilibrada entre proteínas, gorduras e carboidratos.

Por isto, não faça auto-diagnósticos. Procure um médico para diagnosticar suas alergias e/ou intolerâncias, se houver. Feito o diagnóstico, procure um nutricionista para orientar a sua dieta. E lembre: equilíbrio acima de tudo!

O QUE É AFINAL ESTE TAL DE ÔMEGA 3 E SEUS BENEFÍCIOS?

Pessoas suplementam sua dieta diária com cápsulas e cápsulas de ômega 3 sem mesmo saber para o que serve… “alguém disse que é bom, vou tomar”.

Sim, o ômega 3 é muito bom, traz vários benefícios à saúde, como o efeito antioxidante, o efeito extremamente eficaz sobre as dislipidemias, além de melhorar a imunidade do organismo. Destacamos mais alguns:

  • Combater a depressão;
  • Combater doenças inflamatórias;
  • Diminuir o risco de doenças cardiovasculares;
  • Diminuir o colesterol;
  • Auxiliar no combate à osteoporose, por aumentar a absorção do cálcio;
  • Diminuir efeitos das doenças auto-imunes.

Devo então suplementar com esta fórmula mágica?

Vamos pensar no povo oriental, um dos mais longevos do planeta. Será que eles suplementam com cápsulas? Não, eles simplesmente escolhem alimentos ricos nestes ácidos graxos polinsaturados:

  • Salmão
  • Sardinha
  • Atum
  • Linhaça 
  • Chia
  • Nozes

E o que são estes ácidos graxos? Os ácidos graxos são gorduras insaturadas, que são divididas em:

Monoinsaturadas: gorduras boas compostas por uma ligação dupla entre carbonos da cadeia hidrocarbônica. Nesse grupo entra o ômega 9.

Polinsaturadas: gorduras boas compostas por múltiplas ligações duplas entre carbonos da cadeia hidrocarbônica. Nesse grupo entram o ômega 3 e o ômega 6.

Se necessário, sim, podemos complementar, mas fazer escolhas saudáveis sempre é o melhor negócio. Escolhe bons peixes, prepare a refeição do seu gosto e aproveite!

NUTRI GOURMET 15 ANOS

A Nutri Gourmet nasceu quietinha há 15 anos, sob a asa da Nutritécnica Clínica e Consultoria. A ideia de ter um espaço cheio de delícias Diet/light surgiu ao perceber que os pacientes da clínica desejavam ter um espaço diferenciado para comprar alimentos que auxiliassem no emagrecimento. Naquela época a busca dos pacientes era basicamente pelo emagrecimento.

Com o passar dos anos, a Nutri Gourmet foi criando uma cara própria, direcionando seu caminho para uma linda indústria de alimentos congelados saudáveis e hoje conta com mais de 200 produtos, com linhas diferenciadas: Saudável, Fit, Comidinhas Gourmet, Bistrô, Marmitas, Sem Glúten e Sem Lactose.

Hoje, nosso restaurante criou suas próprias asas, ampliando mercado a cada dia. Utilizando tecnologia de ponta, garantimos a qualidade e a praticidade de cada um dos pratos, para públicos diferenciados. Os produtos podem ser encontrados na loja da Nutri Gourmet, que também se destaca pelo almoço balanceado. Sob a batuta da nutricionista Marlise Stefani e sua filha também nutricionista Giovanna Stefani, aliadas a uma equipe altamente treinada, o processo é analisado de ponta a ponta, resultando em produtos de qualidade ímpar.

Para comemorar nosso aniversário, quem ganha o presente é você! Todo o site com 15% de desconto, não dá pra perder né!!

Aproveite e também venha nos conhecer, provar as nossas delícias. A Nutri Gourmet fica na Rua Bento Gonçalves, 1465 – Centro de São Leopoldo.

A BREVE PAUSA DAS FÉRIAS DE INVERNO, COMO RETOMAR A ROTINA?

Esta breve pausa no meio do ano para as férias de inverno serve para dar um pouco de trégua a um ano tão agitado como este. As crianças em casa e os pais tendo que se dividir entre os seus cuidados, trabalho e uma semaninha de folga talvez…

O resultado disto são aqueles quilinhos a mais, a perda de parte do trabalho da academia do ano todo…

Mas vamos lá, julho acabou e temos apenas agosto para nos prepararmos para a primavera que despontará em setembro. Este mês exige cuidado, exige direção e muito planejamento. Filhos de volta na escola, hora de lanches saudáveis bem organizados para os baixinhos.

Qual o melhor lanche? Aquele que contém carboidratos, proteínas e algum alimento regulador, como fruta e verdura.  Um sanduíche com suco é uma boa opção. Um bolinho de aveia com fruta também pode ser. Um pastel de forno integral com suco de laranja com mamão pode ser uma saída saudável para a oferta que temos de lanches de prateleira.

Sempre pense muito bem antes de fazer o lanche do seu filho. Faça um cardápiozinho semanal, isto vai evitar a monotonia do seu filho. Lanches caseiros podem ser uma ótima opção, se forem feitos com a participação das crianças, melhor ainda!

Ah, e não esqueça, está também é a melhor opção para que estuda e trabalha, organização e lanches saudáveis. Esqueça as prateleiras cheias de produtos industrializados, sua saúde agradece!

A ONDA DAS MARMITAS, VOCÊ ESTÁ NESSA?

Há alguns anos, levar lanche ou marmita para o trabalho ou para a escola era “mico”. Hoje está super em alta levar a sua comidinha de casa, seja para lanche ou mesmo para a refeição de almoço ou jantar.

Muitas coisas mudaram, as empresas já não oferecem tantas opções assim como refeitórios ou restaurantes, e por muitas vezes oferecem o vale-refeição ou vale-alimentação.

O difícil é saber como optar pela melhor qualidade do que comemos durante o dia e, pior, algumas pessoas acabam não fazendo uma refeição adequada, comendo pães e bolachas. Isto pode causar um “desespero” ao chegar em casa no final do dia. E nada parece saciar.

Justo nesta hora que o corpo está prestes a entrar em repouso, acabam fazendo refeições excessivamente calóricas e gordurosas.

Qual a solução então? Uma alimentação equilibrada e saudável, sempre!

Aproveite a onda das marmitas e leve a sua marmitinha de almoço bem equilibrada: arroz, feijão, franguinho grelhado e legumes. Você pode trocar o arroz e feijão por: massa, batata, batata-doce, aipim ou algum outro carboidrato. O franguinho grelhado pode ser substituído por um bife grelhado, um frango assado, um hambúrguer de carne, um peixe grelhado, ou mesmo por dois ovos cozidos. Os legumes são muito variados: cenoura, vagem, espinafre, moranga, couve, chuchu, repolho, brócolis e tantas outras delícias que podemos encontrar na feira. Vale tudo, para ficar saudável e bem alimentado.

O exemplo de cima é tipicamente brasileiro, mas podemos fazer uma marmita low carb, uma marmita fit, vegetariana, entre tantas outras opções.

Pode congelar as marmitinhas? Esta é uma dúvida que as pessoas têm e perguntam bastante. O segredo do congelamento é usar sempre alimentos frescos, recém-feitos e ter um freezer só para isto, este congelamento caseiro rende um prazo de validade de 30 dias para estas marmitas, por isto muito cuidado ao preparar ou comprar marmitas prontas, todo o cuidado deve ter sido tomado na sua confecção. Já as marmitas ultracongeladas, feitas por empresa especializada, têm um prazo de validade bem maior e garantem a qualidade de cada alimento que está ali dentro.

A grande dica para pegar esta onda das marmitas é não ter vergonha de levar sua marmitinha super saudável para a escola ou trabalho, e sim saber a origem daquele alimento.

As marmitas saudáveis podem ter um cardápio variado e feito por você mesmo. Quando preparamos a nossa própria comida podemos controlar a gordura, o sal e até o açúcar do que comemos. Se não tiver tempo de produzir sua refeição, aposte nas opções das empresas que produzem para você, como a Nutri Gourmet. E acredite, você acaba gastando muito menos. Boas Marmitas!

AH, QUEM RESISTE A UMA PIZZA?

A pizza é um prato que agrada, com certeza a grande parte da população mundial. Sério, ao se aproximar o final de semana as pessoas já começam a pensar no jantar de sexta-feira ou sábado, e é claro, combina com uma pizza.

A pizza mais conhecida e mais desejada é a marguerita. Uma das primeiras pizzas, criada na Itália.

Ela é a pizza mais apreciada na Itália – quem sabe, no mundo todo. Mas pouca gente sabe que a origem dessa famosa receita, criada em Nápoles, em 1889, começa com um pizzaiolo que desejava bajular um casal de reis. 

Conta a história que em um verão de Nápoles, na época em que foi criada a primeira pizzaria (lá por 1830), os italianos rei Umberto I e rainha Margherita visitavam a cidade quando desejaram experimentar a iguaria de que todos estavam falando. Como não seria de bom tom irem até a pizzaria, eles pediram para esta ser entregue no belíssimo Palácio Real de Capodimonte, onde estavam hospedados.

Para impressionar e agradar o casal real, o pizzaiolo decidiu criar uma pizza com as cores da bandeira da Itália (vermelho, branco e verde), usando tomate, mussarela e manjericão. A rainha gostou tanto que seu nome foi dado à pizza, em sua homenagem.

Parece um prato calórico, mas as opções de light, integral, vegetariana, sem glúten, sem lactose, vem se somando ao nosso dia a dia, atendendo a cada necessidade de cada um.

Colocar fibras, tirar gordura, tirar calorias , tirar o glúten, vale tudo para ter o grande prazer de degustar uma pizza a dois, ou mesmo em família.

Bom apetite!

5 RAZÕES PARA VOCÊ PROCURAR CONSUMIR ALIMENTOS ORGÂNICOS

Muito se fala em consumir alimentos orgânicos. Mas o que são afinal estes alimentos e o que eu ganho com isto? Produto orgânico é todo produto, animal ou vegetal, obtido sem a utilização de produtos químicos ou de hormônios sintéticos que favoreçam o seu crescimento de forma não natural. O solo é a base do plantio orgânico. O solo é a sua fonte de nutrição dos vegetais, livre de produtos agrotóxicos, pesticidas, adubos químicos ou sementes transgênicas. Para os animais, sua criação é feita sem o uso de hormônios de crescimento, anabolizantes ou outras drogas como os antibióticos.

Se paramos para pensar, vemos que as vantagens de ingerir alimentos orgânicos são infinitas, aqui vão algumas delas:

1. Podemos evitar a ingestão de agrotóxicos, que são extremamente prejudiciais ao nosso organismo e os seus resíduos podem provocar reações alérgicas, respiratórias, distúrbios hormonais, problemas neurológicos e alguns estudo apontam inclusive para o câncer.

2. Podemos manter sabor dos alimentos orgânicos, que são mais intensos. Tomate tem gosto de tomate, verduras tem o suave sabor e textura incomparáveis.

3. Podemos proteger nossos filhos e próximas gerações de contaminações químicas. A utilização de produtos químicos na produção de alimentos afeta o ar, o solo, a água, os animais e as pessoas.

4. Podemos proteger a qualidade da água. Os agrotóxicos utilizados nas plantações atravessam o solo, alcançam os lençóis d’água e poluem rios e lagos.

5. Podemos ajudar pequenos agricultores e comerciantes. Em sua maioria, a produção orgânica provém de pequenos núcleos familiares que tem na terra a sua única forma de sustento. Mantendo o solo fértil por muitos anos, o cultivo orgânico prende o homem à terra e revitaliza as comunidades rurais.

Enfim, podemos cultivar nosso alimento de forma caseira ou buscar no mercado produtos orgânicos. A qualidade do produto orgânico pode ser garantida por um selo de certificação. Este selo é fornecido pelas associações de agricultura orgânica ou por órgãos certificadores independentes, que verificam e fiscalizam a produção de alimentos orgânicos desde a sua produção até a comercialização.

Esta é uma reflexão que precisa ser feita. Como eu quero estar daqui a 20 ou 30 anos? O que eu quero deixar de legado aos meus filhos e próximas gerações? Atitudes simples como trocar flores e plantas de seu jardim e vasos por temperos e verduras pode ser um bom começo.

Precisamos esquecer as desculpas de que “não tenho tempo” ou “moro em apartamento” para prorrogar a buscar de uma alimentação realmente saudável.

Comece pelo seu bebê ou seus filhos oferecendo frutas e legumes orgânicos na preparação de suas papinhas ou comidinhas. Plante tomatinhos cereja em seus vasos, revista a borda dos vasos de cebolette, salsinha ou mesmo alfaces. Plante mini-cenourinhas, podem representar uma boa opção de saladas ou lanches.

LANCHINHOS LOW CARB PARA O INVERNO? NÓS TEMOS!

Muitas pessoas cuidam bastante da alimentação durante o ano inteiro.

Mas quando chega o frio, alguns se perdem nos lanches entre as refeições, consumindo biscoitos, bolos e outros tantos, ricos em carboidrato. As frutas e iogurtes, frios ou gelados, já não apetecem tanto.

Que alternativas temos para um bom lanche da tarde?

FRUTAS QUENTES

Banana, maçã e pera servem muito bem para serem colocadas no forno, com casca e tudo e polvilhadas com canela, cacau, pinceladas com mel e salpicadas com linhaça, chia ou granola.

CALDOS E CREMES

Uma boa caneca de caldo, feito de legumes ou frango, puro ou enriquecido de vegetais, fica uma delícia para aquecer as tardes ou noites com baixíssimas calorias. Um creme de moranga bem quentinho pode trazer calor para a sua tarde com apenas 60 calorias!

Se estiver sem tempo para preparar sua refeição, dá um pulinho no NOSSO SITE e confira todas as opções de congelados Light in Box para uma alimentação saudável.

COMO FAZER DO CHOCOLATE SEU AMIGO NESTE INVERNO?

Sim, no inverno o consumo de chocolates aumenta, e muito…

O chocolate está muito associado a emoção, para combater a sensação de tristeza e depressão comuns no inverno, as pessoas aumentam o consumo de chocolate, uma vez que ele pode estimular a produção de serotonina, e liberação das endorfinas, diminuindo a sensação de ansiedade e desânimo.

Também o chocolate é extremamente energético, o que auxilia na manutenção da temperatura corporal nos meses frios.

O chocolate como bebida, quente ou fria, com certeza aquece nossa pele e nossa alma. É uma bebida apreciada entre todas as populações, e nos faz lembrar nossa infância.

Derreter barras de chocolate nos oferece um sabor aveludado que acaricia nossas papilas gustativas. A receitinha abaixo fica com cerca de 300 calorias ( as receitas originais, com chantilly e outros complementos passam de 1000 calorias rapidinho).

Chocolate quente saudável

Ingredientes

1 xicara de chá de leite desnatado
1 colher de sobremesa de cacau 100% em pó
1/2 colher de chá de adoçante stevia ou ½ colher de sobremesa de açúcar mascavo
1 pedaço de canela em pau
Raspinhas de gengibre e de casca de laranja
½ colher de cafezinho de canela em pó
1/2 colher de chá de amido de milho 
30 gramas de chocolate meio amargo picado

Modo de Preparo

Em uma panela, coloque todos os ingredientes, o  leite, o chocolate, o açúcar mascavo, o cacau. Ao levantar a fervura, diluir o amido de milho em um pouco de água e adicionar à bebida, mexendo sempre até obter uma consistência cremosa.  No final adicionar as raspas de gengibre, casca de laranja e a canela em casca. Colocar em uma xícara e polvilhar com a canela em pó e um pouquinho de cacau. Pode ser colocado também o anis estrelado para dar mais aroma. Este chocolate quente dá muita energia e o gengibre, a casca da laranja e a canela como termogênicos ajudam a acelerar a circulação sanguínea e a aquecer os seus dias.

E para comer quando der vontade de uma coisinha doce para aquecer? Você pode derreter o chocolate meio amargo e mergulhar metade das frutas neste chocolate, com o auxílio de um palito, deixar a crostinha endurecer e comer como lanche. As frutas podem ser: morangos, uvas, damascos, ameixas, uvas passas, entre outras. Acredite, fica uma delícia! E o melhor, com baixas calorias…

RISOTOS, A ALEGRIA DO PRATO DE UMA PANELA SÓ

O Risoto é um dos pratos mais tradicionais da gastronomia italiana. Sua técnica original  é única e imutável, porém, surgiram inúmeras versões ao longo dos anos. As versões mais modernas envolvem dar graça ao prato, retirando um pouco da gordura e das calorias que envolve o dito prato.

Os ingredientes básicos para o risoto são: cebola, alho, pimentões, alho poró, azeite de oliva extra virgem, manteiga, queijo parmesão, vinho e o caldo. Com estes ingredientes, faremos todo e qualquer risoto, bastando agregar “aquele” que dará o nome ao prato (queijos, funghi, aspargos, frango, legumes, etc).

Na gastronomia saudável, usamos muito o caldo de legumes como fundo, e serve para qualquer tipo de risoto. Fervemos em fogo brando por mais ou menos 30 minutos, sem deixar o caldo turvar, legumes a sua escolha como: cebola, alho, salsão, cenoura, alho poró, cheiro verde, etc. Podemos ainda completar, com temperos e especiarias como louro, pimenta do reino, cravo, tomilho, sálvia, alecrim, casca de limão, etc.  Após coado está pronto para o uso.

Calcula-se que 1 xícara de chá de arroz absorva de 3 a 4 xícaras do líquido. O líquido deve estar sempre bem quente, quase fervendo. Se ele estiver frio irá abaixar a temperatura do conteúdo da panela e prejudicar o processo de cozimento. O caldo deve ser colocado aos poucosna panela, concha por concha, sobre o arroz. Deve-se regar constantemente e de maneira gradual, para que o amido do arroz se desmanche pouco a pouco.

Para aveludar, normalmente usamos a nata ou creme de leite fresco, mas,  para reduzir a gordura, conseguimos um bom resultado com o requeijão na versão light.

Já deu água na boca? Então acesse agora nossas opções de risotos para todos os gostos!

DO SIMPLES PREPARO AO SOFISTICADO RISOTO, O ARROZ É SEMPRE UMA EXCELENTE OPÇÃO

Ah, o famoso arroz e feijão, sempre presente no prato de cada brasileiro, como resistir? O arroz, faz parte do nosso dia-a-dia, o mais comum é comprar o arroz branco. Mas você conhece todas as variedades que estão a nossa disposição? Com mais fibras, mais vitaminas, mais sais minerais, às vezes nem percebemos que podemos variar tanto o nosso cardápio.

Em inglês, rice, em francês, riz, em italiano, riso, em qualquer língua o arroz é conhecido e apreciado. A história reporta o início do cultivo do arroz entre 7.000 a 5000 aC, na Ásia e hoje é considerado o principal alimento para cerca da metade da população mundial.

O arroz é um cereal importante e uma excelente fonte de carboidratos, além de conter vitaminas e sais minerais. Cada tipo possui propriedades específicas seja na composição nutricional ou no sabor. Conheça agora as variedades que estão a sua escolha.

O beneficiamento do arroz é o processo que transforma o grão de arroz no arroz branco. Este processo é realizado principalmente para aumentar a durabilidade do grão e reduzir o tempo de cozimento. Há três tipos de beneficiamentos: arroz integral, arroz parboilizado e arroz polido.

Arroz integral é o grão de arroz descascado, composto do endosperma, germe e farelo. Este arroz possui tempo de cozimento longo, mas retém todos os nutrientes e o sabor.

Arroz parboilizado é o arroz que passou por um processo de pré-cozimento que promove a gelatinização parcial ou total do amido, por isso o arroz parboilizado cozinha rapidamente e fica extremamente solto e  retém alguns nutrientes.

Arroz polido ou arroz branco é composto somente do endosperma. Este arroz tem alta durabilidade e cozinha rapidamente, mas perde os nutrientes e o sabor durante o refinamento e polimento. Este arroz é extremamente versátil, sendo o arroz mais utilizado no mundo.

Os grãos de arroz também são classificados quanto ao tipo, longo, médio e curto. O grão de amido é formado por duas macromoléculas: amilose e a amilopectina. O tipo de arroz de grão longo e firmeé constituído principalmente de amilose que se quebra no cozimento, por isso este tipo de arroz torna-se solto após o cozimento. O tipo de arroz de grão pequeno e curto, é constituído principalmente de amilopectina que é menos hidrossolúvel e se une no cozimento, por isso este arroz torna-se pegajoso após o cozimento.

O arroz de grão longo é um dos tipos mais populares do mundo, possui um sabor sutil e uma forma alongada, com um comprimento de quatro a cinco vezes a largura. Devido à alta proporção de amilose, este arroz necessita muita água no processo de cozimento, por isso se torna firme e muito solto após o cozimento. Ótimo para acompanhar qualquer preparação.

Arroz agulha ou agulhinha ou arroz branco comum é o tipo mais popular de arroz, fazendo parte do dia a dia brasileiro. Este arroz que é perfeito para acompanhar o feijão, cozinha rapidamente e fica extremamente fofo após o cozimento. 

Arroz Basmati é um tipo de arroz aromático de grão longo cultivado em certas regiões da Índia e do Paquistão. O arroz aromático é um tipo de arroz que acumula uma alta concentração de um composto aromático, o 2-acetil-1-pirrolina, por isso este arroz é extremamente perfumado após o cozimento e levemente adocicado.  Além disso, o arroz basmati indiano é envelhecido por no mínimo um ano, antes de ser embalado. O envelhecimento desidrata o arroz, fazendo com que este grão expanda-se bastante durante o cozimento.

Arroz vermelho é um arroz integral de coloração vermelha com grão longo, cultivado numa região alagada do sul da França. O farelo deste arroz é rico em antocianina, pigmento que varia do vermelho ao roxo.

Arroz selvagem  são sementes de uma gramínea aquática nativa da América do Norte (Zizania). Possui formato alongado e grãos com coloração negra, textura firme e um sabor que lembra nozes. Ótimo para compor saladas ou misturas com outros tipos de arroz.

O arroz de grão médio possui um sabor sutil e uma forma levemente alongada, com um comprimento de três vezes a largura. Contém menos amilose que o arroz de grão longo e requer menos água no processo de cozimento, desenvolvendo grãos tenros que se aderem uns aos outros. Como absorve muito líquido, torna-se cremoso, excelente para risotos.

Arroz arborio possui formato oval e a coloração branca leitosa. Este arroz é muito utilizado para a preparação de risotos, pois tem um alto teor de amilopectina, tornando o risoto extremamente cremoso. Arborio é o nome de uma cidade na região do Piemonte, Itália.

Arroz carnaroli possui formato oval e a coloração branca leitosa. Este arroz tem um teor mais elevado de amilose, por isso não perde a sua forma e torna-se muito cremoso, após o cozimento. Cultivado no norte da Itália, o carnaroli é o arroz preferido dos italianos para preparação o risoto.  

Arroz negro é um arroz de origem chinesa, com formato oval e uma coloração preta que fica levemente arroxeada após o cozimento. Seu farelo é rico em pigmentos de antocianina, pigmento que varia do vermelho ao roxo. Este arroz é conhecido como o arroz proibido, pois era destinado somente ao imperador da China. É utilizado em sobremesas, bolos e pães, mas fica excelente em pratos com frutos do mar, como: risoto de frutos do mar.

O arroz de grão curto muito usado na culinária oriental, possui um sabor sutil e uma forma levemente arredondada, seu comprimento é pouco maior que a largura. Este arroz é rico em amilopectina, por isso desenvolve grãos úmidos e macios. Algumas variedades tornam-se pegajosas. Como retém umidade, é adequado para sushis e doces.

Arroz Branco (Hakumai) É o tipo mais comum, polido, o típico arroz branco japonês, presente na maioria das refeições. Os grãos são curtos e quando cozido tem aspecto macio, saboroso e um pouco glutinoso. Se caracteriza por seus grãos curtos, redondos e com baixa amilose. O fato de ser um pouco glutinoso, facilita o uso do hashijá que os grãos aglomeram-se com facilidade. Seu sabor é suave em comparação com outros tipos de arroz.

Arroz glutinoso (Mochigome) Conhecido como arroz mochi, é o segundo tipo mais comum de arroz japonês. Quando cozido é ainda mais pegajoso do que o arroz japonês comum e por isso é muito usado na confecção de doces e mochi, um bolinho muito consumido no Japão, especialmente no ano novo.

Arroz pra sushi (Koshihikari) É frequentemente utilizado no preparo de sushi por suas características especiais de aroma e sabor. É uma das variedades mais cultivadas no país e se caracteriza pelo sabor, que se difere por região.

Arroz Integral (Genmai) É o arroz integral. Embora seja menos consumido que os demais, tem ganhado popularidade por causa de suas características saudáveis e nutritivas, é rico em fibras, proteínas, minerais e vitaminas do complexo B.

Enfim, não importa a cultura dos povos, cada um acha uma maneira criativa e saborosa de integrar este excelente grão a sua mesa.

SOPA, UMA ALTERNATIVA SEMPRE SAUDÁVEL!

A sopa, com certeza é um dos primeiros alimentos na introdução alimentar da criança, cheia de nutrientes e carinho, leva o bebê a conhecer o sabor dos legumes e verduras.

E quando estamos doentes então… uma canjinha de mãe resolve qualquer tipo de dor…

A sopa, além de ser um prato quente e de boa aceitação no inverno , pode ser uma excelente fonte de nutrientes.

Para o trabalhador,  a sopa é um prato econômico e pode ter seu valor nutricional enriquecido através de carnes e verduras.

Todas as verduras são permitidas, pois são ótimas fontes de vitaminas , sais minerais e fibras, tão importantes numa alimentação equilibrada.

 Quanto às proteínas, podemos garanti-las colocando carcaça de frango, miúdos ou carne bovina com ou sem osso. Também poderá ser acrescido o feijão à sopa para aumentar as proteínas de origem vegetal, que favorecem o crescimento e previnem a anemia.

 Quanto ao valor calórico, podemos complementá-lo adicionando alimentos ricos em carboidratos como a massa e o arroz.

 A digestão da sopa é rápida, assim, para poder aumentar o poder de saciedade e aumentar o número de calorias podemos adicional o óleo vegetal.

 Também aos adultos é importante um aporte cada vez maior de legumes e verduras, como fonte de prevenção a gripes e infecções respiratórias.

Considerado como um prato economicamente viável, podemos também utilizar talos de beterraba, cenoura e outros legumes como aproveitamento e fonte de vitaminas e sais minerais.

Somos fãs incondicionais de sopas, de qualquer sabor ou combinação, tanto no inverno quanto no verão.

A sopa desintoxica, dá sensação de saciedade se tomada antes das refeições, principalmente para quem faz dieta, podendo ser usada sempre como um complemento.

Basta saber combinar e usar os legumes e as verduras certas.

Ter uma sopa congelada já é meio caminho andando no preparo  de qualquer refeição. Aí vão umas receitinhas para você!

CALDO VERDE

Ingredientes

  • 450g de batatas raladas
  • 2 xic (chá) de couve-manteiga cortada bem fininha
  • 1 cebola grande picada
  • 1 col (sopa) de azeite de oliva
  • 1 dente de alho socado
  • 1 folha de louro
  • 1 ½ litro de caldo de carne

Prepare: refogue a cebola e o alho no azeite, acrescente o caldo de carne, o louro, as batatas e a couve e cozinhe até ferver. Deixe esfriar um pouco e bata tudo no liquidificador.

Rende: 4 a 5 porções

Calorias por porção: 119

SOPA DE ERVILHAS

Ingredientes

  • ½ pacote de ervilha seca
  • cebola
  • alho
  • óleo a gosto
  • 1 ½ litro de caldo de legumes

Prepare: cozinhe a ervilha com o caldo de legumes e tempere a gosto. Espere esfriar a bata no liquidificador até ficar um creme grosso. Sirva com a cebolinha verde picada.

Rende: 5 porções

Calorias por porção: 168

SOPA DE LEGUMES COM FRANGO

Ingredientes

  • 500g de peito de frango sem pele
  • 1 cebola ralada
  • 1 col (sopa) de azeite de oliva
  • 2 cenouras raladas
  • 2 chuchus
  • 1 batata média ralada
  • 1 maço de espinafre
  • ½ moranga cabotiá cortadinha em cubos

Prepare: refogue a carne em pouco óleo e na cebola. Acrescente os vegetais e deixe refogar por cerca de 5 minutos. Coloque sal a gosto e água até cobrir tudo e cozinhe em fogo baixo. Espere amolecer os vegetais, retire do fogo, deixe esfriar um pouco e bata tudo no liquidificador.

Rende: 4 porções

Calorias por porção: 111

SOPA DETOX

Ingredientes

  • 200g de peito de frango
  • 1 cebola ralada
  • 1 cabeça de brócolis picado
  • 1 dente de alho picado
  • 2 unidades de beringela picada
  • 1 nabo ralado
  • 1 maço de espinafre desfolhado
  • sal a gosto

Prepare: refogue o  peito de frango com o alho e a cebola.  Acrescente os vegetais e deixe refogar por cerca de 5 minutos. Coloque sal a gosto e água até cobrir tudo e cozinhe em fogo baixo. Espere amolecer os vegetais, retire do fogo, deixe esfriar um pouco e bata tudo no liquidificador.

Rende: 8 porções

Calorias por porção: 64

COMO ALIMENTAR-SE BEM NESTE INVERNO?

O inverno, como todos sabem nos leva a degustar pratos mais “quentes”, como sopas, feijoadas, mocotós, chocolates, sem falar nas maravilhosas tardes degustando um farto café colonial.

No entanto, todas estas delícias são excessivamente calóricas e nos levam a acumular gorduras.

Por isto vamos falar sobre alimentação saudável no inverno.

É comum se pensar que, com a chegada do inverno, torne-se necessário um consumo maior de alimentos, devido às necessidades aumentadas de energia para compensar a redução da temperatura. Ou seja, mais calorias para manter a temperatura corporal.

É natural haver aumento do apetite nos dias frios, como conseqüência da necessidade do organismo em produzir mais calor. Porém, é importante ter cuidado nos “exageros” típicos do inverno. 

Chocolate

Um exemplo disso é o maior consumo de chocolate no inverno, o que pode ser perigoso para algumas pessoas. O chocolate é rico em gorduras, podendo conter até mesmo gorduras saturadas (as mais perigosas para o coração), devido à adição de leite e/ou manteiga, o que pode aumentar os níveis de colesterol quando consumido em excesso. Uma opção é o chocolate amargo ou meio amargo o qual contém menos açúcar que o normal, embora seja também calórico. Todo o cuidado é pouco…

Bebidas

O consumo aumentado de bebidas alcoólicas nos dias frios também pode ser prejudicial, se não for controlado. As bebidas alcoólicas são fontes de calorias vazias para o organismo, ou seja, fornecem apenas calorias e nenhum nutriente. Um consumo indiscriminado de álcool pode representar um consumo exagerado de calorias e, conseqüentemente, levar a ganho de peso. Vale lembrar que toda caloria consumida poderá ser armazenada no organismo na forma de gordura, caso não seja gasta de alguma forma (exercícios físicos, atividades metabólicas etc).

Sopas

No inverno é o momento ideal para se abusar das sopas ou cremes preparados com vegetais e grãos (ervilha, lentilha, feijão, grão de bico, aveia, trigo para quibe, etc). Sopas de legumes com grãos são uma excelente opção de jantar para as noites frias, acompanhando-as com torradas e queijo branco. Carnes magras podem ser acrescentadas a essas sopas, o que faz aumentar o valor nutritivo.

É importante cuidar da alimentação durante o inverno e não exagerar no consumo de massas, doces, bebidas para compensar o apetite aumentado. Uma boa seleção de alimentos pode suprir as necessidades aumentadas de calorias sem levar a um aumento do peso corporal.

RECEITINHA DE SOPA ENERGÉTICA ( Rendimento 6 pessoas)

INGREDIENTES

1 moranga cabotiá descascada e cortada em cubos

4 cenouras médias cortadas em cubinhos

1 batata grande cortada em cubinhos

1 cebola picadinha

1 dente de alho

2 colheres de alho poró cortadinhos

1 colher de cafezinho de gengibre picadinho

1 bouquet garni ( molho de cebolinha, salsinha, salsão, tomilho, amarradinhos)

MODO DE PREPARO

Colocar água em uma panela funda, colocar o bouquet garni para ferver. Refogar em pouco óleo o alho, alho poró, a cebola e adicionar no caldo. Colocar a moranga, a batata e a cenoura com o gengibre no caldo para ferver por 40 minutos. Bater tudo no liquidificar e está pronta para servir. O gengibre, por ser termogênico, melhora a circulação e dá uma sensação de calor no corpo, muito bom para aquecer nossos dias de inverno…

SUCO OU FRUTA, QUAL A MELHOR OPÇÃO?

Com a moda da alimentação saudável,  frutas e sucos passaram a fazer parte da nossa dieta e, abençoados por um clima tropical, podemos optar entre deliciosas e coloridas frutas. Na hora da sede, nada melhor do que tomar aquele suco geladinho, mas quando bate aquela fominha fora de hora, logo vem à mente uma deliciosa fruta… Mas qual será a melhor maneira de consumi-las?

   A fruta natural
   Que as frutas fazem bem à saúde, todo mundo sabe. A novidade é que os seus benefícios vêm sendo estudados, e as constatações são surpreendentes. Todas as frutas têm altas doses de nutrientes, mas deve-se levar em conta se elas estão frescas. A partir daí, você escolhe como vai querer, saborear aos pedaços ou em sucos, que ainda hidratam.

   Recomenda-se o uso regular das frutas de todas as maneiras possíveis – sucos, saladas, vitaminas ou a própria fruta até atingir a quantidade de cinco porções/unidades ao dia. Porém, quanto ao benefício das fibras, é melhor o consumo da própria fruta por preservar mais as mesmas para atuação no organismo a nível de funcionamento intestinal.

   Sucos naturais e industrializados
  Os sucos prontos possuem menos nutrientes, pois quando eles passam por qualquer processo de industrialização, muitas de suas vitaminas acabam oxidando. Já o suco feito com a própria fruta, tem os mesmos benefícios desta, ou seja, você absorve integralmente todos os nutrientes. Mas, atenção: para aproveitar todas as vitaminas e sais minerais de forma concentrada, ingira seu suco assim que acabar de prepará-lo. Quando você tira a  casca da fruta, começa um processo de oxidação, o que leva mais rápido à acidificação do suco, por isso o gosto amargo quando você ingere o suco horas depois do mesmo ter sido feito. O processo de ultracongelamento, que é o congelamento rápido, preserva as características da fruta de forma bastante interessante e confiável.

   Outro ponto a considerar é em relação aos utensílios em que os sucos serão preparados, que devem estar limpos e não ser de material poroso ou de alumínio.

   Uma vantagem do suco é que ele põe a sua imaginação para funcionar. É isso mesmo! Você pode ficar misturando as frutas ou mesmo legumes e ingerir vários nutrientes de uma só vez, além de experimentar novos e deliciosos sabores!

As frutas da época
   Na hora de escolher uma fruta ou de preparar seu suco, leve em conta as frutas da época*, que estão mais nutritivas e saborosas. No inverno, as melhores frutas a serem consumidas são as cítricas – como laranja e tangerina, alguns tipos de banana e maçã nacional. As frutas de verão são realmente hidratantes: melão, melancia e abacaxi, podem ser consumidas geladinhas, como sobremesa ou mesmo como lanche intermediário.

   Não importa a maneira como você prefere as frutas – em sucos ou inteiras, o importante é consumi-las!

Aí vão algumas receitinhas saborosas de sucos funcionais:

SUCO DESINTOXICANTE

Ingredientes:

1 folha grande de couve

1 fatia de abacaxi

Raspas de gengibre

Modo de preparo:

Bata com 1 copo de água e beba um copo todas as manhãs.

SHAKE LAXATIVO

Ingredientes:

¾ de xícara (chá) de suco de laranja

½ fatia de mamão

3 ameixas-pretas sem caroço

1 colher (sopa) de farelo de trigo

Modo de preparo:

Bata no liquidificador. Tomar preferencialmente em jejum ou antes de dormir.

DRA. MARLISE POTRICK STEFANI

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING |

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

HIPERTENSÃO, VOCÊ SABE LIDAR COM ESTE PERIGO QUE CORRE EM SUAS VEIAS?

A hipertensão é considerada a doença do mundo moderno, pois partindo da predisposição, associada a uma vida agitada e aos hábitos alimentares pouco saudáveis seus sintomas começam a surgir lentamente através de dores de cabeça ou simplesmente tonturas, como também só    é descoberta após um infarto ou um derrame.

As estatísticas são alarmantes, no Brasil cerca de 20% dos adultos são acometidos desta doença, às vezes até fatal, e ainda, uma a   cada três pessoas depois dos 50 anos.

Os dados são assustadores, no entanto, é uma doença que pode ser controlada. Para tanto, o primeiro passo é medir a pressão arterial periodicamente, se estiver estiver alta, é bom tomar alguns cuidados   que listaremos a seguir.

O QUE É PRESSÃO ARTERIAL?

A pressão arterial é a força que o sangue exerce sobre as paredes das artérias ao ser bombeado pelo coração. É através do sangue que circula nas artérias que todas as células do nosso corpo são nutridas e oxigenadas.   A hipertensão ocorre quando  a pressão no interior das artérias aumenta, ou porque as artérias perdem a elasticidade ou porque aumenta o volume de sangue circulante, ou ainda pelas duas causas combinadas.

COMO A DOENÇA EVOLUI?

A hipertensão também é chamada de doença silenciosa pois no início não apresenta sintomas. A pressão aumentada vai dilatando os capilares, depois as pequenas artérias, depois as grandes artérias que tem funções vitais no organismo humano. Os resultados são reconhecidos em crises fatais como: derrames, aneurismas, tromboses ou infartos.

QUAIS AS CAUSAS DA DOENÇA?

Pouco se sabe sobre as causas reais da hipertensão. Sabe-se que alterações significativas nos rins, herança genética, stress, nicotina, álcool, obesidade, e pílulas anticoncepcionais são sérios agravantes da doença. Portanto, se você se encaixa em algum destes grupos de risco convém manter um controle periódico de sua pressão a fim de prevenir suas conseqüências.

COMO PREVENI-LA E CONTROLÁ-LA?

Medindo a pressão, não há outra forma de saber se ela está alta ou baixa. A pressão considerada normal é a de 12 x 8. Acima dos 14 x 9 ela já é considerada alta e deve ser tratada.

Para os que estão acima do limite, só há uma alternativa: reformular os  seus hábitos alimentares.

A dieta consiste inicialmente em diminuir as gorduras, sal, álcool e cigarros.

Acompanhar a dieta de exercícios físicos de acordo com as condições físicas do paciente, auxilia no emagrecimento e estimula a circulação  sanguínea.  

O uso de medicamentos pode ser necessário, mas depende de uma avaliação

médica.

O tratamento é simples e eficaz, mas de nada adiantará se o paciente após a melhora, relaxar nos controles alimentares e exercícios físicos. A hipertensão uma vez detectada, é para o resto da vida.

No entanto, se avaliarmos o tratamento, veremos que uma alimentação equilibrada e uma vida saudável afastarão os riscos de agravamento desta doença que faz parte da realidade do mundo moderno criado pelo próprio homem.

RECEITINHA DE UM SAL DE ERVAS

O sal de ervas pode ser utilizado para temperar carnes, aves, peixes e muitos pratos que ganham um sabor incrível sem usar o famoso sal.

INGREDIENTES

1 colher de sopa de orégano

1 colher de sopa de alecrim

1 colher de sopa de manjericão

1 colher de sopa de salsinha seca

½ xícara de sal light

MODO DE PREPARO

Coloque todos os ingredientes no liquidificador e bata bem.

Guarde o sal de ervas em um pote ou vidro bem vedado para evitar umidade. E está pronto para usar, sem produtos químicos, pode ser uma boa alternativa para fugir do excesso de sódio no dia-a-dia. Dica: para marinar aves você pode complementar com pimenta-do-reino branca moída e sálvia fresca, para temperar carnes você pode completar com pimenta-do-reino moída, para temperar peixes você pode completar com limão. Enjoy!

DRA. MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

ALIMENTAÇÃO DA FAMÍLIA: O PAPEL DA MÃE E DO PAI NOS HÁBITOS ALIMENTARES DOS FILHOS

Sim, a alimentação dos filhos é uma cópia fiel da alimentação dos pais. Observar o pai ou a mãe rejeitando uma salada ou servindo-se de um refrigerante pesa mais do que a frase dada como carinho ou como ordem: “Coma tudinho…” Por isto, como tudo na vida, é bom darmos bons exemplos!

Adoramos quando dizem: “É a cara da mãe” ou  mesmo “Saiu igualzinho ao pai!”. Não só na aparência, mas a família é o primeiro reflexo que desenvolvemos de hábitos e de caráter. Repetimos os atos e atitudes de nossos pais, mesmo que a gente não queira. Na alimentação não é diferente, até no paladar, sofremos a influência dos hábitos de nossa casa.

A criança entende que  o pai ou a mãe estão fazendo tudo sempre de forma correta, pois eles são a sua fonte de sustento, segurança, conforto e conhecimento. É natural que copiem os seus hábitos. Por isto, é importante que os pais se preocupem em ser bons exemplos, escolhendo alimentos coloridos e saudáveis, vão despertar a repetição da criança.

Os pais devem deixar os alimentos industrializados longe da casa. Ter uma cesta de frutas sempre a disposição ( e mostrar as frutas, comer as frutas, principalmente diante dos filhos), passar tarefas simples como lavar as verduras e legumes, ensinar a colocar os legumes no prato de servir de forma lúdica, colorida e receber elogios pelo arco-íris montado vai despertar interesse na criança ou mesmo no adolescente, além de ser um excelente espaço de tempo para conviver em família!

Levar os filhos ao supermercado, solicitando que interajam nas compras é importante, riscando da lista alimentos nocivos, como: salgadinhos, refrigerantes, sucos industrializados, biscoitos recheados e doces em geral. Com certeza estas atitudes simples vão reduzir a ingesta de sódio, açúcar e corantes da família inteira!

E nunca, nunca, nunca use estes alimentos como premiação! Oferecer o doce ou refrigerante no final de semana se a criança se comportar, é uma forma de valorizar mais ainda este alimento/bebida, despertando o interesse e a vontade pelo mesmo.

O final de semana, por termos mais tempo para dedicar a família, pode contar com programas gastronômicos como fazer um bolo, um prato especial, valorizando o momento e incorporando hábitos, e só fará bem a você e seus filhos, não importa a idade de cada um…

DRA. MARLISE POTRICK STEFANI

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING |

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

7 dicas infalíveis para você alimentar-se bem no trabalho

Dia 01 de maio está aí, o Dia do Trabalho.

Custa-nos saber que dos 7 dias da semana, 5 ou 6 são dedicados ao trabalho.

Das 24 horas do dia, de 8 a 10, com deslocamentos e intervalos são dedicadas ao trabalho.

Praticamente 50% da nossa jornada. E mais, considerando que 8 horas estamos dormindo, quase todo o tempo que estamos acordados, estamos no trabalho.

Uma, duas ou três refeições do nosso dia são no ambiente laboral.

Por isto é que penso: precisamos dedicar uma atenção especial a este assunto. Quais os melhores lanches que devo levar? Qual o restaurante que devo escolher? Qual a melhor tele-entrega?

Vemos, nas gavetas dos escritórios, lanches como bolachas, biscoitos, bolos e balas, seriam estas as melhores opções?

Fácil abrir o aplicativo e solicitar um lanche rápido, para ser engolido rapidinho, ao lado do computador, amaciado por goles de refrigerante.

Atitudes como estas tem levado as pessoas à obesidade, a dislipidemias, doenças gástricas entre outras.

O que fazer então? Selecionei algumas dicas que podem ajudá-lo.

  1. Faça uma boa refeição antes de sair de casa, o café da manhã é fundamental para começar bem o dia. Um café passadinho, um iogurte, um pãozinho integral ou um cereal e uma fruta são ideais. Nada de sair de casa sem comer nada…
  2. Leve lanches saudáveis como: frutas, cereais, iogurtes. Uma sacolinha térmica recheada de alimentos saudáveis pode ser a solução, evitando assim lanches industrializados, cheios de sódio ou açúcar.
  3. Organize mentalmente suas refeições de almoço da semana já no domingo, escreva o que você pretende comer na segunda, terça, quarta, quinta e sexta-feira. Ah, isto é bom também para quem não está trabalhando, pois a escolha por impulso geralmente está associada ao seu humor…
  4. Se a sua melhor opção é almoçar na empresa, verifique qual o cardápio que será oferecido, se não estiver dentro das suas necessidades, complemente levando uma salada, um peito de frango ou uma fruta.
  5. Se você recebe ticket refeição, deixe pré-selecionados os restaurantes que o aceitam e faça a escolha mais saudável. Buffet é legal, rápido e barato. Mas é uma opção cheia de armadilhas e tentações, você tem que ir focado, selecionar metade do prato com saladas, um quarto do prato para carnes magras e grãos e outra quarta parte do prato para carboidratos complexos, nada de lasanhas, frituras ou embutidos. Ah, e evite refrigerantes ou bebidas de álcool, vão acabar com a sua tarde. E lembre que não estou falando de emagrecimento, e sim de saúde.
  6. Se você recebe vale-alimentação, a melhor opção é fazer um bom cardápio, fazer a lista de compras baseada no cardápio e programar a sua semana indo almoçar em casa ou fazer marmitinhas saudáveis.
  7. Se para você o mais prático é pedir seu almoço de tele-entrega, escolha bem o que vai pedir, nem pense em lanche, escolha a opção mais saudável possível, de preferência uma salada ou um prato equilibrado com um carboidrato, uma carne e uma guarnição. Para beber, nada ou um suco bem natural.

Com certeza, com estas dicas o seu trabalho renderá mais e você conseguirá produzir o seu melhor, sem cometer os exageros que deixam sua tarde longa e pesada. Ou mesmo a falta de opção de comida adequada que lhe deixa fraco toda a tarde e chega em casa morrendo de fome, assaltando os armários e geladeiras, cometendo graves erros alimentares.

O bem-estar do corpo e da mente depende apenas das nossas escolhas, sejam elas saudáveis ou não…

DRA. MARLISE POTRICK STEFANI

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING |

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

CHOCOLATE, VERDADES E MITOS SOBRE ESTE MARAVILHOSO ALIMENTO

Composto essencialmente por açúcares e gorduras, não tem como negar que é um alimento rico em calorias e que pode engordar quando consumido em excesso.

No entanto, o chocolate é um alimento muito procurado na alimentação do atleta e mesmo na alimentação infantil, pelo seu alto valor calórico e pelo seu sabor agradável.

O chocolate pode viciar, principalmente as mulheres, que fazem verdadeiros sacrifícios para comer uma barrinha de chocolate, substituindo às vezes um almoço ou jantar.

A feniletamina, substância liberada pelo cérebro quando as pessoas apaixonam-se, compõe também o famoso chocolate, por isto as pessoas solitárias encontram no chocolate um companheiro inseparável.

Também a teobromina, substância contida no cacau pode causar uma certa dependência ao alimento.

Como outros carboidratos, os aminoácidos do chocolate fazem o cérebro liberar mais hormônios, além de saciar o apetite e a ansiedade.

Como podemos perceber, o chocolate é um alimento apaixonante, pode e deve ser comido por indivíduos de qualquer idade, mas a moderação é fundamental, principalmente nesta época de Páscoa, quando a tradição nos obriga a oferecer o chocolate como forma de carinho ou de amizade.

O importante é não tornar-se “chocólatra”. O vício começa quando o doce vira até mesmo um consolo ou prazer nos momentos de tristeza e ansiedade, e nem mesmo dois bombons saciam, é como se o organismo precisasse da caixa inteira, e quando finda fica um sentimento de remorso e alguns quilinhos a mais na balança. Isto é o que chamamos de compulsão e para o bem de sua saúde, deve ser evitada.

Pessoas que tem restrição calórica ou de gorduras devem evitá-lo nesta Páscoa, substituir por chocolates dietéticos nem sempre resolve, pois o valor calórico é reduzido graças a redução de açúcares e não de gorduras e pode ser prejudicial.

O chocolate é um alimento que deve ser consumido antes de horários em que tenhamos um gasto calórico maior, como exercícios físicos ou caminhadas e nunca à noite em frente à televisão, pois todas as calorias ingeridas ficarão à disposição de nosso organismo e pela falta de atividade, depositar-se-ão em forma de reservas de gorduras, os indesejáveis “pneuzinhos“ que tanto queremos evitar. 

Às crianças cabe ressaltar que o chocolate, por ser rico em açucares, também pode ser causador de cáries e, por este motivo, após ingeri-lo, deve-se ter o cuidado de escovar bem os dentes.

A Páscoa deve ser lembrada com bombons e confraternização, aproveite esta data sem exageros. Se você está de dieta, coma seus bombons no domingo e evite consumi-los durante dias e dias, escondendo-os no armário ou na geladeira. Quanto às crianças, o exagero poderá levá-las a ter cólicas ou diarréias, portanto, todo cuidado é pouco.  Quanto aos adolescentes, o cuidados com erupções cutâneas, também chamadas de “espinhas”, é muito grande e o chocolate, sem dúvida acarretará em problemas cutâneos instantâneos. Moderação, sempre.

Qual o melhor chocolate? O puro, quanto mais puro, melhor, quanto menos açúcar, melhor. Chocolates puro cacau, 70%, 90%, sempre são mais saudáveis. É mais amargo, mas o paladar sempre é uma questão de hábito, devemos aprender a sentir o sabor do próprio alimento, não nos condimentos e aditivos que são colocados neles. 

Uma saborosa e nutritiva Páscoa para você!

DRA. MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Inscreva-se no meu blog: www.nutrichefmarlisestefani.com

Assim, você terá todos os artigos e receitas catalogadas para quando quiser pesquisar. Aguardo você lá!

COMO SE PREPARAR PARA A PÁSCOA? PEIXES E CHOCOLATES SÃO A PEDIDA, MAS QUE CUIDADOS TOMAR?

Vem chegando a Páscoa e a Semana Santa, e com elas vem a tradição de comer bacalhau e presentear com ovos de chocolate. Entretanto a escolha destes dois tipos de alimento deve ser cuidadosa para evitar frustrações e problemas de saúde.

                     Nos CHOCOLATES, observe se o rótulo contém informações como data de validade, peso líquido e composição. Determinadas doenças impedem aos seus portadores, por exemplo, a ingestão de açúcar ou glúten. É mais importante ficar atento ao peso dos ovos do que ao seu número. As numerações indicadas pelos fabricantes nos rótulos desses ovos não são equivalentes entre as marcas.

Não se esqueça de pesquisar preços de ovos e coelhos de chocolate. Cuidado com a influência das crianças na hora da escolha, para não cometer exageros. Quando houver inclusão de brinquedos no interior do produto o consumidor deve observar se a embalagem traz o selo do INMETRO e a idade recomendável para o brinquedo.

É importante que o consumidor tenha consciência de que se optar por ovos dispostos em bancas de promoção, normalmente mais baratos que outros em perfeitas condições, estes poderão estar quebrados, o fornecedor não será obrigado a trocar o produto.

A embalagem deve estar em boas condições de armazenamento, longe de produtos de limpeza ou de odor forte e de qualquer fonte de calor. Verifique se há sinais de violação do conteúdo, furos ou amassados, pois é ela quem protege o produto de insetos e de contaminação. Se o chocolate amolece, ocorre a separação da gordura e ele acaba adquirindo coloração esbranquiçada e odor desagradável.

Ao optar por ovos, bombons ou colombas de fabricação caseira solicite uma visitação à cozinha e a degustação do produto antes da compra. Os fornecedores de produtos fabricados artesanalmente além de seguirem as mesmas regras de comercialização dos industrializados também estão obrigados a fornecer nota fiscal. Ela é a principal garantia do consumidor em caso de troca ou reclamação.

                     Quanto aos PEIXES, muito cuidado também ao comprar peixes.

Os peixes frescos têm que estar conservados envoltos em gelo. Verifique sua aparência observando se a barriga está firme à pressão dos dedos, os olhos brilhantes e salientes e as escamas bem presas ao corpo.

Cuidado ao comprar peixes em postas ou filés pois, nestas condições não é possível avaliar as caraterísticas necessárias para a boa qualidade do produto.

Cuidado com a  higiene e o armazenamento, também são itens importantes a serem verificados: no supermercado deve estar em balcão frigorífico e na feira é necessário ter gelo picado por cima, estar exposto em balcão de aço inox inclinado e protegido do sol e insetos, além de ser obrigatório que o feirante use luvas descartáveis.

Se for comprar peixe congelado e vendido embalado, o balcão onde ele estiver armazenado não pode estar superlotado. Isso impede a circulação do ar frio e compromete sua qualidade. A presença de gelo indica que o balcão foi desligado ou teve sua temperatura diminuída temporariamente. O produto congelado deve estar conservado sempre a temperaturas inferiores a  -18 graus e o resfriado, abaixo de zero grau.

Verifique no rótulo o registro no órgão de fiscalização competente, indicação de temperatura para conservação, data de acondicionamento e prazo de validade. Depois de descongelado é recomendável que seu preparo e consumo sejam feitos rapidamente. Nos peixes deve constar o carimbo do S.F.I. (Serviço de Inspeção Federal).

Quanto ao bacalhau, muito procurado para as festividades de Páscoa,  procure conhecer sua procedência. Uma boa pesquisa de preços e tipos pode levar a compra mais acertada. Não adquira se estiver com manchas avermelhadas ou pintas pretas no dorso, sinais que indicam a presença de bolor ou deterioração. Por ter um preço de venda relativamente alto, uma sugestão seria substituir o bacalhau por peixes frescos da temporada.

Mas sim, o que nos interessa é uma boa receitinha de peixe para a Sexta-Feira Santa, aí vai:

Salmão ao Papelote

Ingredientes:

  • 1 filé de salmão
  • 1 vidro de champignons pequeno
  • 1 vidro de alcaparras pequeno
  • 1 colher de sopa de Ervas finas
  • Sal
  • Limão
  • Papel alumínio

Modo de Preparo:

Tirar a pele do salmão. Temperar com sal e limão. Cortar em porções. Colocar cada porção em um quadrado (25cmx25cm), colocar as ervas finas e os champignons fechar o papelote. Levar ao forno por 30min. Abrir o papel e deixar dourar por 5 minutos. Servir.

Rendimento: 5 porções

Valor Calórico: 220 kcal/porção

Temperos Saudáveis. Como levar saúde e sabor ao seu dia-a-dia?

Dra. Marlise Potrick Stefani

Nutricionista, Especialista e Mestre em Qualidade

Especialista em Alimentação Coletiva

Especialista em Geriatria e Gerontologia

Professora de Cursos de Nutrição e Gastronomia Saudável

Nos dias de hoje a praticidade é tudo, buscamos alimentos prontos, congelados ou de caixinha. Mas nada nos traz o sabor e a saúde que o toque final em uma comidinha de temperos frescos e orgânicos.

O prazer de colher temperos fresquinhos na janela da sua cozinha é indescritível. A experiência de cultivar os próprios temperinhos dentro de casa é gratificante pelo prazer do contato com a terra e pela praticidade de colher o temperinho na hora de cozinhar.

Você só precisa de um pequeno espaço ou vasinhos para poder plantar ervas fresquinhas como:

  • Salsinha ( acompanha todos os pratos salgados, enriquecendo com ferro os alimentos)
  • Cebolinha ou Cebolete ( sozinha ou misturada com a salsinha alegra os olhos em carnes ou legumes)
  • Manjericão ( o suave aroma do manjericão qualifica pratos italianos como pizzas, massas e risotos)
  • Alecrim ( seu sabor e poder bactericida servem para temperar aves e caças aliados ao limão ou vinho branco, também serve com finalização de pratos)
  • Hortelã ( de sabor suave, acompanha tanto pratos exóticos como cordeiro até sobremesas delicadas)
  • Manjerona ( de sabor característico serve para dar sabor a carnes fortes e cozidos)

Você tem um cantinho no quintal ou na varanda do apartamento que pega sol pelo menos algumas horas do dia? É só isto que você precisa.

Se você tiver espaço para fazer um canteiro no jardim ou no quintal, ótimo! Se não tiver, não se desespere: dá para cultivar em vasos e jardineiras também!

Para cultivar hortaliças em vasos ou jardineiras:

1: Encha um terço do vaso ou jardineira com pedriscos para facilitar a drenagem. Lembre-se que os vasos devem ter furos para drenagem no fundo.
2: Coloque no vaso um mix de 2 partes de terra comum, 1 parte de composto orgânico e 1 parte de húmus, enchendo quase até a borda do vaso.
3: Espalhe um pouco de areia.
Como plantar:Para mudas de temperos (salsa, cebolinha, manjerona), posicioná-las de maneira intercalada, em forma de triângulo. Para hortaliças é possível usar mudas também ou plantar a partir de sementes, neste caso, siga as instruções da embalagem. Quando usar mudas, lembre-se de fincar estacas para auxiliar o crescimento vertical, especialmente no caso dos tomates.

Para cultivar ervas em canteiros:

1: Revolver o solo com enxada ou pá, deixando a terra bem solta e fofa.
2: Misturar composto orgânico na terra já bem revolvida e fofa.
3: Usar uma ferramenta chamada ancinho, para alisar os canteiros e dar forma arredondada.
4: Deixar o canteiro 20 centímetros acima do nível do terreno.
5: A largura do canteiro deve ser de no máximo 1,20 m.
Como plantar: Marcar os espaçamentos (as mudinhas devem ficar a dois palmos um do outro). Posicionar as mudas de maneira intercalada, em forma de triângulo, para evitar a erosão. No caso de sementes, misturá-las com areia e espalhar com a mão sobre os sulcos do canteiro da maneira mais uniforme possível. Regar em seguida e pelo menos uma vez ao dia. Se for uma região quente, deve-se regar duas vezes ao dia até as mudas emergirem.

O Ovo, de Vilão a Herói, qual a melhor opção de colocar este rico alimentos em seu dia-a-dia?

Depois de ser o vilão por muitos anos, o ovo ganhou espaço na mesa do café da manhã para controlar a fome e a ingesta de calorias, ou no almoço e jantar, como omelete.

Mas quais os benefícios do ovo?

Rico em vitamina D

Participa da manutenção dos músculos e da saúde dos ossos e do coração.

Antioxidante

Diminui o impacto dos radicais livres nas células e melhora a textura das unhas e do cabelo.

Proteção

A luteína e a zeaxantina, anti-inflamatórios encontrados na gema cozida, protegem a visão e o coração.

Saúde mental

A gema tem uma boa concentração de colina, um nutriente aliado da memória.

Rico em proteínas

Além de atender a todas as necessidades proteicas do nosso organismo, a albumina, presente na clara, atua junto ao sistema imunológico e na formação de hormônios..

O ovo é um excelente alimento, de baixo custo e de alto valor nutritivo, mas como todo o alimento deve ser consumido com moderação. E qual a quantidade ideal de ovos por semana? Ouço muito isto no consultório. A resposta depende de paciente para paciente, se é jovem ou idoso, se é sedentário ou atleta, entre outras variáveis. E o motivo é o teor de colesterol contido na gema, 180mg em cada uma, pode ser utilizado diariamente pelo atleta que necessita do nutriente para síntese proteica e hormonal. Mas pode não ser tão interessante para o idoso portador de dislipidemias.

Também para os atletas  o zinco contido no ovo melhora o sistema imunológico, aliado ao ferro e o ácido fólico, complementa a dieta e garante a qualidade dos músculos. A albumina, proteína de alto valor biológico, contida na clara auxilia na recuperação dos tecidos musculares.

Para o pós-treino, o ovo também pode ser importante, pois é rico em ômega-3 que pode aliviar os processos inflamatórios causados pelo excesso de exercícios.

As receitinhas tradicionais para preparar os ovos são:

OVO FRITO

Use uma frigideira antiaderente ou cerâmica, coloque um pouquinho de azeite de oliva ou nada, ascenda o fogão em chama baixa e coloque o ovo. Não mexer. Pode colocar a tampa para cozinhar mais rápido. 

OVO COZIDO

Para um bom ovo cozido, colocar água em uma panela  e esquentar no fogo. Quando a água ferver, você coloca o ovo com casca dentro da panela e espere. O tempo de espera depende do quanto você quer cozinhar seu ovo. Por exemplo, após cerca de 7 minutos, a clara está cozida e a gema está mole. Após cerca de 13 minutos, o ovo está completamente cozido.

OVO MEXIDO

Bata com um garfo os ovos, sal e pimenta. Mexa bem. Coloque a mistura em uma frigideira antiaderente, em fogo baixo, mexa somente após já terem começado a formar os grumos. Retire do fogo e sirva imediatamente.

OMELETE

Bata em um recipiente o ovo, um pouquinho de leite desnatado com sal e pimenta a gosto por alguns minutinhos. Coloque em uma frigideira antiaderente com umas gotinhas de azeite e tampe. Use fogo baixo para não queimar e vire para dourar o outro lado.

OVO MOLE

Após a água ferver, coloque o ovo cru e espere cerca de 4 minutos. Coloque em um porta-ovo e vá quebrando com cuidado a parte de cima com uma colher de chá. Retire a casca de cima e coma de colher.

OVO POCHE

Em uma frigideira e coloque água pela metade, coloque para ferver com uma colher cheia de vinagre. Quando começar a ferver, quebre o ovo em um recipiente a parte, e coloque na água fervente. Com uma colher vá colocando a água quente em cima do ovo. Cozinhe por 3 minutos e retire o ovo da panela com ajuda de uma escumadeira. Coloque sal e pimenta a gosto.

Gostou das dicas? Agora é só preparar um ovinho para a sua janta, com uma boa salada, é a pedida ideal para quem quer um jantar leve e nutritivo.

DRA. MARLISE POTRICK STEFANI 

NUTRIÇÃO | GERIATRIA | COACHING | 

QUALIDADE DE VIDA | GASTRONOMIA

Sucos ricos em vitamina C enriquecem suas refeições

   Como você já sabe, precisamos repor vitamina C, mas qual seria a quantidade ideal? Bem, um adulto normal necessita, em média, de 250mg a 500mg ao dia. Mas há certos momentos na vida que precisamos de um maior aporte, como quando precisamos repor as energias gastas por um exercício. Perístoma, os sucos são excelentes para enriquecer a sua refeição.

   Os campeões em vitamina C
   Agora que você sabe da importância da vitamina C, não deixe de incluir os alimentos ricos nesse nutriente nas suas refeições. Basta dar um pulinho na feira e vir com o carrinho carregado. Agora, preste atenção em alguns alimentos que contêm vitamina C, em 100 gramas do alimento: 

Acerola – 179mg 

Caju – 219mg 

Couve manteiga – 123mg 

Goiaba – 80mg 

Hortelã – 64mg 

Kiwi – 168mg 

Laranja – 40mg 

Limão – 30mg 

Manga rosa – 146mg 

Melão – 29mg 

Morango – 72mg 

Receitinha de Suco Rico em Vitamina C

Bata no liquidificador o suco de 3 laranjas, 2 morangos, 2 fatias de manga, limão e hortelã. Bata tudo com gelo, fica uma delicia!🍊🍓🍈

Page 1 of 4

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén